quarta-feira, 31 de março de 2010

Editorial #2.


..
Avançamos no labirinto das gavetas pintadas de preto e branco, a guardarem dentro de nós os passeios das noites dissonantes.
Continuamos neste segredo, porque o infinito resguarda a perdição dos poetas na arquitectura das palavras. Fadiga de tédio. Absoluto de tempo ou de ternura. Inverso de página. Tic-tac de mágoas na lembrança do tempo.
Qualquer gesto é um real lento a perguntar quando. Qualquer momento é superfície diferente onde o mundo se futuriza em erro de presente.
Se um dia dissermos que o passado é o futuro no fim, talvez nos suba à cabeça o grande esquecimento de um quarto escuro. Relógio do medo. Tudo é tempo desenhado nas duas horas em que a emoção sobe a escada e abre a lanterna da sede.
O tempo é o silêncio vendido a estranhos, aflitivamente nós. INÚTIL em tempo de TEMPO, qualquer espécie de agora no lado das coisas de ontem.

Maria Quintans










Photobucket




Convidado Central #2. Bernardo Sassetti.http://www.facebook.com/pages/BernardoSassetti/300090102504?ref=mf

.

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
.
.
.
..
.
.
.
.
Photobucket .
.
.
Para adquirir os números da INÚTIL Revista por favor endereçar o pedido para: inutil.revista@gmail.com
.
. #1. A IRA________ 13,00€ [ esgotado ]
. #2. O TEMPO_____ 13,00€ + portes de envio
.
. -
.
. To buy other issues of INÚTIL Magazine, please address the order to: inutil.revista@gmail.com
.
. #1. A IRA________ 13,00€ [ sold out ]
. #2. O TEMPO_____ 13,00€ + shipping costs
.
.
.
. .
A minha foto
«Podemos perdoar um homem que faça uma coisa útil desde que não a admire. A única desculpa para fazer uma coisa inútil é ser objecto de intensa admiração.» Oscar Wilde
"INÚTIL revista" on Facebook